Ficha Técnica Autor: Joshua Rubberman Editora: Pandorga Páginas: 240 Gênero: Ficção ISBN: 978-85-61784-59-1 Avaliação:  ★ ★ ...

Ficha Técnica
Autor: Joshua Rubberman
Editora: Pandorga
Páginas: 240
Gênero: Ficção

ISBN: 978-85-61784-59-1
Avaliação: ★ ★ ★ ★ ★ (tem como eu avaliar 2 vezes, pois de 1 á 5, o 5 ainda parece pouco perto de um livro tão maravilhoso rsrsrs)

Sinopse
Algo que me chocou profundamente durante meu curto aprendizado ao lado de Loan, foi a cena repleta de sangue e ódio em que um homem mata a sua mulher após ter acabado de dar a luz. O recém-nascido foi vitimado na sequência pela fúria incontrolável do pai.
Na ocasião, eu sequer sabia da profusão de sentimentos que envolvem o nascimento de uma criança em uma situação normal. Tão inimaginável quanto, precisa ser o poder de uma força destrutiva contrária, capaz de inverter toda a lógica daquela situação. E mesmo assim, ausente de qualquer sentimento - alco peculiar à nossa raça - jamais esquecerei aqueles momento tão estranhamente desconfortáveis.
Amor, ódio, alegria ou tristeza. Palavras tão estranhas quanto a sua reação nos humanos, quando analisadas sob a perspectiva de um loren. No seu mundo - se vocês pudessem nos ver - nós seriamos a personificação da energia em tons de azul. Em nosso mundo, vocês chamariam a atenção devido as estranhas reações quando submetidos aos vários tons de energia, em especial a de coloração vermelha. Energia a qual julgávamos ser imunes, até pouco tempo atrás...



Resenha Crítica
Quando leio livros tão fascinantes como MeTRÔ eu realmente nem sei por onde começar a falar e parabenizar o autor, é difícil resenhar um livro tão rico em detalhes e tão incrível!
MeTRÔ é um daqueles livros que você pode tentar de todas as maneiras encontrar um pontinho negativo que seja e não irá encontrar, pois o livro é perfeito em todas as maneiras, formas, visões e ângulos.

Para começar acho que devo confessar a vocês que não sou muito fã de livros que falam de aliens, calma que vou explicar rsrs, não é que eu não goste de ficção científica, muito pelo contrário... Eu amo, mas o que me faz não apreciar livros do gênero é o clichê da história que normalmente os escritores seguem, sejamos francos, quando falo 'livro de 'ficção científica que envolve extraterrestres e humanos'as primeiras coisas que provavelmente você pensou foram: ETs verdes, dominação do mundo, invasão e guerras, acertei?! Pois então, e se eu te falar que não é isto que você encontrará nesse livro?! Não é mesmo nada disso, o livro é uma visão positiva de seres de outro planeta que encontraram os humanos e ao invés de usar suas tecnologias ultra avançadas para aniquilar a humanidade e invadir nosso planeta terra, os lorens fazem justamente o contrário, usam seus recursos para nos ajudar. Ouso dizer que se as pessoas lessem este livro, com certeza iriam parar de se preocupar com os extraterrestres e passar a se preocupar consigo mesmo e com suas emoções que irradiam cerven!

Apesar de ser uma ficção científica a história tem sim um grandioso fundamento, uma lógica, o fio da meada da humanidade... Os lorens tem muito o que nos mostrar, o que nos dizer e informações para nos guiar em nossa vida. É um livro curioso, fantástico, bem narrado, que você devora em um dia (assim como eu fiz... rsrs). Quando eu li A Ilha do mesmo escritor de MeTRÔ, Joshua Rubberman, eu achei impossível que o Joshua escrevesse uma história mais maravilhosa ou surpreendente que A Ilha, pois é meus leitores... Eu estava muitoooo enganada, pois MeTRÔ é ainda mais maravilhoso e surpreendente que A Ilha apesar da trama e enredo dos livros serem bem distintos, eu super recomendo que leia  A Ilha e MeTRÔ!

Estou mega ansiosa  pela continuação... Vocês não imaginam minha aflição e agonia esperando o segundo livro de MeTRÔ! Agora vou tentar descrever um pouco da história a vocês, pois se deixar escrevo um livro inteiro de elogios ao invés de uma resenha, pois MeTRÔ é realmente maravilhoso...

O livro conta a história dos Lorens, criaturas criadas pelos Tchiraulas através da mais pura energia azul chamada hyacin, são seres extremamente bondosos vindos do planeta Tellus, eles sobrevivem através de  hyacin que era abundante em seu planeta, mas que a energia ruim vermelha chamada cerven  acabou tomando conta e se expandindo a tal modo que obrigou os lorens a fugir de seu planeta antes da explosão de cerven, cada nave onde comportavam os lorens levaram um pouco de hyacin e um Tchiraula sendo assim lançada ao espaço em uma busca desenfreada por um planeta que tivesse hyacin e que assim eles construíssem um novo planeta natal, uma dessas naves encontrou nosso planeta Terra, onde ao nascer de uma criança uma grande quantia de hyacin irradiava pelo ambiente, animados com o nascimento daquele novo ser e da energia que ele criou os lorens observavam, após um tempo começaram a pensar como retirar e utilizar o hyacin sem machucar os humanos? Como converter o cerven que também existia? Como ajudar os humanos a irradiarem mais boas vibrações, mais hyacins e menos cervens? Como ajudar aqueles seres a terem mais sentimentos bons? Como sobreviver? É nessa busca por resposta, nesse mundo, nessa relação invisível e mutua que MeTRÔ é narrado!

Se aventure assim como eu ao longo das páginas de MeTRÔ, permita-se fascinar pelos lorens, permita a descoberta de uma ficção científica diferente, mais realista, mais fascinante e envolvente! Bons hyacins a você, boa leitura!

Saiba mais e adquira seu exmplar acessando Blog: Joshua Rubberman.


Você pode gostar

Comentários
2 Comentários

2 comentários: