Olá Jovens Literários está será a primeira resenha e crítica publicada aqui no blog e espero que gostem!!! Confesso que sou o tipo de ...



Olá Jovens Literários está será a primeira resenha e crítica publicada aqui no blog e espero que gostem!!!

Confesso que sou o tipo de pessoa que  lê mais livros de ficção e até conhecer Jim Carbonera (@jimcarboner)  jamais havia pensado em ler um livro de realismo urbano, então quando fiz a parceria com ele não sabia extamente o que esperar...Também não sou o tipo que você vê se referindo a sexo e coisas afim, então estranhei um pouco o começo do livro VERME, mas agora há posso afirmar que me surpreendi com o livro, o livro faz jus a capa, pois nos é transmitido a angustia, as dúvidas, os pensamentos eróticos, os desejos e ansiedades que em certos momentos o protagonista tem em relação a drogas e álcool. Creio que um fato curioso é que o livro me levou a visualizar os anos 80, associei o livro automaticamente ao lema: "Sexo, drogas e Rock and Roll", não que o protagonista seja viciado, mas as drogas a que me refiro são as lícitas como o cigarro...

O modo como ocorre a narrativa foi o que mais me fascinou pois aborda fatos presentes em nosso cotidiano de maneira breve mas extremamente ccrítica, bons exemplos disso são: o abandono social que vemos ocorrer em relação a mendiigos, o preconceito e exclusão que nossa sociedade impõe a tudo que não considera normal (como os punks), a questão do que pode levar um indivíduo comum como Rino a experimentar drogas, as ruas e becos a muito tomadas como inexistentes, a questão dos jovens abandonarem a leitura, o crescimento populacional e urbano com suas poluiçãoes constantes, sejam sonoras ou poluições visuais, além é claro de retratar  sujeira e a degradação qque estamos proporcionando ao mundo desde nossa existência humana.

Um ponto forte e muito interessante  é que a cidade (Porto Alegre - RS) onde ocorre a narrativa no livro de Jim podemos perceber uma diferença gritante do que a mídia nos apresenta sobre a cidade; no livro podemos notar que assim como as demais ela passa pelos dramas urbanos e caprichos humanos (ou melhor nem tão humanos assim, se é que me intendem), a cidade sofre om os  temas polêmicos e motivos de debates como em todo país.

O final do livro termina mansamente exatamente como o nosso cotidiano sem ter uma linha de pensamento já esperada e traçada mas sim surpreendente, breve e direta!!!

Não sei... Creio que a idéia de dar liberdade ao protagonista para o uso de palavrões não tenha sido esta que vou apontar, mas acho válida comentá-la... Enfim, lendo a narrativa e os palavrões que Rino falava pude perceber a forma total do que a palavra em si diz, e perceber que o que pra mim pode ser um xingamento momentâneo nem sempre pode ser encarado da mesma forma pelo ouvinte; creio que isto me ajuda e muito a regular meus  "ataques de nervosismo" rsrsrs.

FINALIZO dizendo: Quem é fã de ficção. vampiros, mundos ilusórios e que nos leva a crer que o mundo é perfeito e quem como o príncipe encantado e castelo existe, mundo de contos de fadas onde só tem bondade também é real, não é recomendado que leia o livro, a menos que esteja disposto a ver o MUNDO COMO ELE REALMENTE É  e a você que é realista, mas também sabe a dose certa de sonhar assim como Rino sabe a dose perfeito de um bom Rum lhe desejo uma excelente leitura... E não deixe de comprar seu exemplar, fale com o autor @jimcarbonera!!!

Parabéns pela obra, e espero a próxima meu caro amigo Jim!!!



Você pode gostar

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário: